Journal Information
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
ÁREA: IMUNIZAÇÕESEP‐448
Open Access
SITUAÇÃO VACINAL DA POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA, NA REGIÃO CENTRAL DE SÃO PAULO
Visits
...
Thamires Faccion de Queiroz, Raylan Wesley Pimenta, Nathalia de Melo Genaro, Bruna Souza Pedreira, Claudia Cristina Soares Muniz, Joselma Siqueira Yamaguti
Universidade Nove de Julho (UNINOVE), São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: O censo 2019 indica que 24.344 pessoas estão em situação de rua (PSR). São precárias a sua alimentação e higiene, e, sem uma moradia adequada, estão expostas aos mais diversos agravantes, como as doenças infecciosas. Visando à proteção da comunidade contra doenças infecciosas, o Programa Nacional e Imunização (PNI), do Ministério da Saúde, disponibiliza vacinas para a população de diferentes faixas etárias, desde o nascimento até a terceira idade. No entanto, a PSR pode apresentar uma menor adesão à vacinação, devido à dificuldade de acesso ao SUS. São fatores que dificultam o acesso dessa população ao SUS o preconceito e a discriminação por parte de profissionais e usuários relacionados às condições de higiene, falta de documentação para identificação e cadastro do usuário e grande mobilidade geográfica. São poucos os estudos sobre vacinação e PSR.

Objetivo: Baseado nessas informações, o objetivo do trabalho foi analisar a situação vacinal da PSR, na região central de São Paulo, mediante comprovação da carteirinha de vacinação.

Metodologia: Para tanto, realizou‐se uma pesquisa de campo exploratória, transversal e quantitativa, com dados coletados de PSR, entre novembro de 2019 e fevereiro de 2020, na região central de São Paulo (CAAE: 26417213.0.0000.5511).

Resultados: Com relação aos resultados, submeteram‐se à entrevista semiestruturada 62 participantes (55 homens e 06 mulheres e 01 transexual), com idade maior ou igual a 18 anos, sem distúrbios psiquiátricos, sendo‐lhes colhidos, ainda, os dados sociodemográficos e situação vacinal. Com relação à situação vacinal, apenas 25,81% dos entrevistados apresentaram a carteirinha de vacinação. Com relação ao esquema vacinal completo dos entrevistados, 88% apresentaram esquema contra Hepatite B, 81% apresentaram esquema contra difteria e tétano (vacina dupla Adulto–dT), 81% apresentaram esquema contra sarampo, caxumba e rubéola (vacina Tríplice Viral–SCR), 75% apresentaram esquema contra Febre Amarela, e 69% apresentam esquema contra Influenza.

Discussão/Conclusão: Tendo em vista o crescimento da PSR, o pouco acesso aos serviços de saúde e a dificuldade em completar o esquema vacinal, a implementação das políticas públicas voltadas para esse grupo e o planejamento de novas estratégias de vacinação, visando a ampliar a cobertura e reduzir novos agravos nessa população, são necessários.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools