Journal Information
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
EP‐061
Open Access
INCIDÊNCIA DE COMPLICAÇÕES NEUROLÓGICAS RELACIONADAS AO SARS‐COV‐2: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA
Visits
...
Vítor Henrique Schulze, Raduã Ramon Tesch Cataneo, Ciro Laerte Tomaselli, Rodrigo Ribeiro Silva, Dieter Alisson Neumann
Universidade da Região de Joinville (UNIVILLE), Joinville, SC, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A COVID‐19 é a doença causada pelo vírus SARS‐Cov‐2, que desde o início de 2020 gerou uma pandemia com afecção principalmente respiratória, além de sabidamente afetar diversos outros sistemas. Dentre esses, teve‐se os sintomas neurológicos sendo relatados logo no início da descoberta da doença, mas ainda com sintomas poucos específicos, como anosmia e cefaleia. Com o avançar dos estudos sobre o COVID‐19, passou‐se a associar complicações neurológicas mais graves e características ao quadro da doença, todavia ainda sem se entender com precisão qual o mecanismo e qual a frequência dessas complicações.

Objetivo: Analisar a incidência de complicações neurológicas em pacientes infectados pelo Novo Coronavírus (SARS‐Cov‐2) a fim de embasar a avaliação neurológica nesses pacientes.

Metodologia: Revisão sistemática realizada a partir das bases Medline e Lilacs, de dezembro de 2019 até outubro de 2020. A sistematização ocorreu conforme o protocolo PRISMA. Os critérios de inclusão foram: estudos originais; disponíveis em inglês, português ou espanhol; abordassem o tema proposto pela revisão. A seleção foi feita por dois autores independentes e as discordâncias foram resolvidas por um terceiro autor. Os desfechos avaliados foram complicações neurológicas pós‐infecção pelo SARS‐Cov‐2. A partir disso, chegou‐se a um total de 9 artigos.

Resultados: Sintomas neurológicos foram reportados em cerca de um terço dos pacientes infectados pelo SARS‐CoV‐2, sendo a maioria desses sintomas brandos, enquanto complicações neurológicas propriamente ditas foram mais raras, com um estudo apontando uma incidência de 7,4%. Encefalopatia foi a complicação mais comum (variando de 31‐93,3% das complicações neurológicas). Acidente vascular cerebral (AVC) foi relatado frequentemente, com incidência de 1,2‐6,8% dentre o total de infectados, e uma incidência variando de 13,33‐62% entre as complicações neurológicas. Todavia, um estudo apontou que somente 24% desses casos de AVC não podiam ser explicados por outros motivos. Dentre o total de complicações neurológicas, outras de menor incidência foram convulsões (9‐26%) e transtornos neuromusculares (5,6‐16%).

Discussão/Conclusão: Embora a relação causal entre a infecção pelo SARS‐CoV‐2 e as complicações neurológicas não seja clara ainda, deve‐se pensar na possibilidade da ocorrência delas, principalmente de encefalopatias e de AVC.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools