Journal Information
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
EP‐304
Open Access
DESENVOLVIMENTO DE INFECÇÕES RELACIONADAS À ASSISTÊNCIA À SAÚDE EM PACIENTES COM COVID‐19 EM UM HOSPITAL PÚBLICO DO SUL DO BRASIL
Visits
...
Jessica Maia Storer, Blenda Gonçalves Cabral, Cibelly da Silva R. Bono, Marcos Toshiyuki Tanita, Claudia M. de Maio Carrilho, Joseani Pascual, Jaqueline Dario Capobiango, Eduarda Gambini Beraldo, Gilselena Kerbauy, Renata Aparecida Belei
Universidade Estadual de Londrina (UEL), Londrina, PR, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: As infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) são o evento adverso mais frequente nos serviços de saúde. As infecções secundárias bem como a resistência a antibióticos já foram relatadas em pacientes diagnosticados com Covid‐19 desde o início da pandemia.

Objetivo: Analisar o desenvolvimento de IRAS em pacientes com diagnóstico de Covid‐19 em um hospital público do sul do Brasil.

Metodologia: Trata‐se de um estudo quantitativo, transversal, realizado no período de janeiro a junho de 2020 em um hospital público terciário, universitário, referência para a Covid‐19. Foram incluídos pacientes diagnosticados com Covid‐19 e que desenvolveram IRAS durante a hospitalização.

Resultados: Foram identificados 192 pacientes confirmados para Covid‐19 no período de estudo. Destes, 20 (10,42%) desenvolveram IRAS, totalizando 24 infecções, considerando que alguns pacientes tiveram múltiplas IRAS. Em relação ao sítio infeccioso, 8 (33,33%) foram Infecções Primárias de Corrente Sanguínea (IPCS), 7 (27,17%) Infecções do Trato Urinário (ITU), 7 (29,17%) Pneumonias (PNM) e 2 (8,33%) Infecções de Pele ou Tecidos Moles (SST). Das ITU, 3 foram relacionadas a Cateter Vesical de Demora (CVD). Das PNM, 4 foram relacionadas à Ventilação Mecânica (PAV). Os principais microrganismos encontrados foram: Klebsiella pneumoniae, Acinetobacter baumannii, Estafilococo Coagulase Negativa, Candida spp., Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa, Aspergillus e Enterococcus faecalis. Desses microrganismos, foram encontrados os seguintes perfis de resistência: 10 resistentes a mais do que três classes de fármaco antimicrobiano, classificado como ‐ multirresistentes, 12 resistentes aos carbapenêmicos e 6 resistentes às polimixinas.

Discussão/Conclusão: Entre os pacientes hospitalizados por Covid‐19 que desenvolveram IRAS, houve predomínio das IPCS sem relação com Cateter Venoso Central seguida de ITU, com ou sem relação com CVD. Em relação ao perfil microbiológico, as infecções por microrganismos Gram‐negativos foram mais frequentes, bem como a resistência aos carbapenêmicos. Estes dados indicam que as IRAS acometem uma importante parcela de pacientes diagnosticados com Covid‐19, e neste sentido, as medidas de prevenção e controle das infecções devem ser intensificadas entre a população, considerando o uso extensivo de procedimentos invasivos e antimicrobianos nos casos graves da infecção pelo Coronavírus.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools