Journal Information
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
EP‐324
DOI: 10.1016/j.bjid.2020.101402
Open Access
ABORDAGEM FARMACOCINÉTICA‐FARMACODINÂMICA NO MONITORAMENTO DE VANCOMICINA EM PACIENTES PEDIÁTRICOS
Visits
...
Vanessa D'Amaro Juodinis, Ronaldo Morales Junior, Camila Canuto Campioni, Flavia Gatto de Almeida Wirth, Isabela C. Pinheiro de Freitas Santos, Livia Maria Goncalves Barbosa
Hospital Sírio‐Libanês, São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A vancomicina é amplamente prescrita para pacientes pediátricos com infecções bacterianas por patógenos gram‐positivos. O monitoramento dos níveis séricos no vale tem sido utilizado na prática clínica, embora as evidências que relacionem o vale com a área sob a curva de concentração de vancomicina por tempo (ASC) permaneçam limitadas.

Objetivo: Avaliar a eficácia da terapia com vancomicina através do monitoramento dos níveis séricos utilizando uma abordagem farmacocinética‐farmacodinâmica (PK/PD) em pacientes pediátricos.

Metodologia: Foram estudados pacientes pediátricos sépticos em uso de vancomicina com função renal normal em unidades críticas de um hospital privado de São Paulo, no período de janeiro a setembro de 2020. A dose inicial foi 40‐60mg/kg/dia. A amostra sanguínea foi coletada no estado de equilíbrio na 2ª e 6ª hora após o início da infusão. Um modelo monocompartimental com cinética de primeira ordem foi usado para estimar os parâmetros farmacocinéticos. Os resultados são apresentados em mediana e intervalo interquartil (IQ). O alvo terapêutico foi definido como ASCss0‐24/CIM≥ 400 e <600mg.h/L.

Resultados: O estudo incluiu 10 pacientes, sendo 6 deles do sexo feminino. A mediana de idade foi 1,0 (IQ 0,6‐3,7) ano. Os valores de clearance de vancomicina, volume de distribuição e meia‐vida de eliminação encontrados foram, respectivamente, 1,6 (IQ 0,5‐2,3) mL/kg/min, 0,5 (IQ 0,3‐0,8) L/kg e 3,2 (IQ 2,6‐4,0) horas. A mediana do vale foi 9,2 (IQ 6,5‐12,9) mg/L e da ASCss0‐24/CIM 478,0 (IQ 289,3‐590,9) mg.h/L. Com o regime empírico, apenas em 4 pacientes (40%) o alvo terapêutico foi atingido. Em geral, com valores mais altos de vale, foi alcançada uma ASCss0‐24/CIM mais alta, porém com baixo valor de correlação (R2=0,69).

Discussão/Conclusão: A maioria dos pacientes não atingiu o alvo terapêutico com o regime inicial e a implementação do monitoramento baseado em PK/PD permitiu estimar os parâmetros farmacocinéticos e individualizar a terapia a partir de ajustes de dose em tempo real. Além disso, os níveis séricos no vale mostraram baixo poder preditivo da ASCss0‐24/CIM. Portanto, é prudente monitorar a exposição à vancomicina estimando diretamente a ASCss0‐24/CIM para maximizar a eficácia antimicrobiana.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools