Journal Information
Vol. 27. Issue S1.
XXIII Congresso Brasileiro de Infectologia
(October 2023)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 27. Issue S1.
XXIII Congresso Brasileiro de Infectologia
(October 2023)
Full text access
INFECÇÕES RELACIONADAS À ASSISTÊNCIA À SAÚDE (IRAS): PREVALÊNCIA DE COINFECÇÕES ENTRE CANDIDA SP. E ESPÉCIES BACTERIANAS EM PACIENTES DE UM HOSPITAL NO AGRESTE PERNAMBUCANO
Visits
454
Sibele Ribeiro de Oliveira
Corresponding author
sibele.ribeiro@gmail.com

Corresponding author.
, Ana Beatrys Andrade do Nascimento Pereira, Adriann Felipe Alves Pontes
Associação Caruaruense de Ensino Superior (Asces-Unita), Caruaru, PE, Brasil
This item has received
Article information
Special issue
This article is part of special issue:
Vol. 27. Issue S1

XXIII Congresso Brasileiro de Infectologia

More info
Introdução

As Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde são caracterizadas por infecções adquiridas devido a fatores associados ao ambiente hospitalar. Entre os múltiplos fatores relacionados ao desenvolvimento de IRAS, estão: utilização prolongada de aparelhos invasivos, comorbidades, imunidade suprimida e uso indiscriminado de antimicrobiano. A partir dessa ótica, hospitais de todo o mundo têm relatado uma frequência cada vez maior de coinfecções entre fungos do gênero Candida e espécies bacterianas.

Objetivo

Este trabalho objetivou averiguar a prevalência de coinfecções por Candida spp. e espécies bacterianas entre os anos de 2020 e 2022, destacando os sítios de isolamento dos microrganismos envolvidos. Foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Associação Caruaruense de Ensino Superior sob o número 5.691.618.

Métodos

Trata-se de um estudo transversal retrospectivo, que abrangeu pacientes diagnosticados com Candida spp. e espécies bacterianas no hospital em estudo. Os laudos selecionados foram coletados do laboratório de microbiologia, buscando aqueles que evidenciaram ambos os microrganismos como agentes etiológicos.

Resultados

Em 2020, foram observados 45 casos de infecção por Candida spp., dos quais 7 estavam associados a bactérias. Em relação às espécies bacterianas e às amostras de isolamento dos 7 pacientes, 2 apresentaram Pseudomonas spp. (urina e secreção traqueal), 2 apresentaram Staphylococcus Coagulase Negativa (sangue e ponta de cateter), 1 apresentou Citrobacter spp. (urina), 1 apresentou Escherichia Coli (sangue) e 1 apresentou Acinetobacter spp. (sangue). No ano de 2021, apenas 1 caso de coinfecção foi verificado em 35 pacientes diagnosticados com Candida spp. A bactéria em questão foi Staphylococcus aureus, isolada em amostra de secreção nasal. Por fim, em 2022, 66 pacientes com Candida spp. foram identificados, entre os quais 4 apresentaram coinfecções bacterianas. Cada caso demonstrou espécies diferentes, incluindo Staphylococcus aureus, Pseudomonas spp., Staphylococcus coagulase negativa e Escherichia coli. Todas foram identificadas em amostras de urina.

Conclusão

Notou-se que as espécies de bactérias associadas a infecções por Candida foram variadas, com prevalência de Pseudomonas spp. e Staphylococcus coagulase negativa. Além disso, o sítio infeccioso mais frequente foi a urina, embora o isolamento de microrganismos na corrente sanguínea, secreção traqueal e ponta de cateter evidenciaram quadros clínicos preocupantes.

Palavras-chave:
IRAS
Candida
Bactérias
Full text is only aviable in PDF
The Brazilian Journal of Infectious Diseases
Article options
Tools