Journal Information
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
EP‐296
Open Access
INFECÇÕES POR GERMES PRODUTORES DE CARBAPENEMASES EM HOSPITAL REGIONAL DO SUL DO PARÁ
Visits
...
Eduardo Almeida de Souza, Renata Michele Milanez Sandin, Salma da Costa Lopes Lujan, Lemilda Lima dos Santos, Cidinara Rodrigues dos Santos
Hospital Regional Público do Araguaia, Redenção, PA, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: Infecções por germes multirresistentes configuram grave problema médico pois causam maior morbidade e mortalidade. As infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) devem ser tratadas como prioridade pelos serviços de controle de infecção hospitalar com adoção de medidas de prevenção instituídas e monitoradas continuamente.

Objetivo: Analisar o perfil dos pacientes com infecção ou colonização por germes produtores de carbapenemases internados em hospital de média e alta complexidade que atende a população da região sul do Pará.

Metodologia: Estudo baseado em banco de dados do serviço de controle de infecção hospitalar do HRPA. Foram incluídos pacientes internados no período de 15 de abril a 10 de outubro de 2020.

Resultados: Foram estudados 55 pacientes, dos quais 40 (72,7%) são do sexo masculino, com idade média de 54,7 anos. A maioria (22 pacientes–40%) esteve internada em unidade de terapia intensiva e uso de algum dispositivo invasivo (cateter venoso central, sonda vesical de demora ou tubo orotraqueal) ocorreu em 52 pacientes (94,5%). Observou‐se maior isolamento de gram negativos produtores de carbapenemases em secreção respiratória, correspondendo a 22 pacientes (40%), com predomínio de Acinetobacter cal baumannii e Klebsiella spp, encontrados em 18 (32,7%) e 13 (23,6%) pacientes respectivamente. O desfecho óbito em pacientes infectados foi de 27,3% (15 pacientes).

Discussão/Conclusão: O surgimento de germes multirresistentes tem causado grande número de infecções no serviço e aumento da mortalidade associada às IRAS. Nesta população observa‐se número elevado de infecções por germes dos gêneros Acinetobacter e Klebsiella em pacientes com perfil de maior gravidade e uso de dispositivos invasivos além da internação em unidade de terapia intensiva. Medidas de prevenção de IRAS estão sendo reforçadas exaustivamente a fim de controlar a disseminação dos germes multirresistentes e, assim, reduzir a morbimortalidade no serviço.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools