Journal Information
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
EP‐075
Open Access
ESTUDO OBSERVACIONAL SOBRE ADESÃO AO USO DE MÁSCARAS FACIAIS EM UMA REGIÃO METROPOLITANA
Visits
...
Evaldo Stanislau, Fatima Maria Bernardes, Ana Paola Ceraldi Cameira, Evelyn Karl, Murilo Augusto Muniz, Dongmin Park, Bianca Paiva Miranda
Faculdade de Medicina, Universidade São Judas Tadeu (USJT), São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: O uso correto de máscaras faciais na comunidade é um dos pilares das medidas de prevenção à COVID‐19. Entretanto, muito pouco conhecemos quanto aos hábitos e adesão da população a essa prática tão estratégica, seja quanto ao uso, seja quanto ao uso correto.

Objetivo: Mensurar a adesão e tipo de uso, adequado ou inadequado, de máscaras faciais na população de uma região metropolitana severamente atingida pela COVID‐19, Baixada Santista, nas cidades de Santos, São Vicente, Praia Grande, Guarujá e Cubatão.

Metodologia: Observação por três dias consecutivos (entre 17 e 19 de junho de 2020) no mesmo ponto, e pelo mesmo observador, da prática do uso de máscaras faciais em vias de alto fluxo de pedestres. Coletou‐se o uso ou não uso e se o mesmo era correto (cobrindo nariz, boca, sem manusear a máscara e bem ajustado ao rosto) ou incorreto.

Resultados: 12588 observações, 45,1% uso correto, 15,5% sem máscara, 12,9% nariz e/ou boca expostos, 7,8% tocando a máscara, 6,8% máscara mal ajustada.

Discussão/Conclusão: Em 12.588 observações realizadas apenas 45,1% das pessoas usava a máscara corretamente. Simplesmente não a usavam 15,5% e o percentual restante fazia uso inadequado (12,9% com nariz e/ou boca expostos, 12% com nariz exposto, 7,8% tocando a máscara com frequência e 6,5% com a máscara mal ajustada ao rosto). Os números chamam a atenção e revelam que estamos longe da máxima efetividade dessa prática preventiva. Certamente isso configura um enorme risco adicional para a infecção pelo SARS‐CoV‐2, sobretudo no momento de reabertura da Sociedade que vivemos. É absolutamente necessário educar a população e fiscalizar quanto ao correto uso da máscara para não termos a falsa impressão de proteção e ampliar o número de infectados.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools