Journal Information
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 81 (December 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 22. Issue S1.
11° Congresso Paulista de Infectologia
Pages 81 (December 2018)
EP‐092
DOI: 10.1016/j.bjid.2018.10.154
Open Access
CRIPTOSPORIDIOSE: PARASITOSE REEMERGENTE NA ERA DA TERAPIA ANTIRRETROVIRAL ALTAMENTE ATIVA (HAART)
Visits
...
Erika A Pellison N da Costa, Patricia Aparecida Borim, Rodrigo Mattos dos Santos
Universidade Estadual Paulista (Unesp), Botucatu, SP, Brasil
Article information
Full Text

Data: 18/10/2018 ‐ Sala: TV 8 ‐ Horário: 13:44‐13:49 ‐ Forma de Apresentação: E‐pôster (pôster eletrônico)

Introdução: A criptosporidiose é parasitose reemergente em indivíduos com a síndrome da imunodeficiência humana adquirida (Aids). É causa de diarreia insidiosa associada à imunodeficiência avançada, perda de peso acentuada, desnutrição grave, desidratação e distúrbio eletrolítico. Apesar de a criptosporidiose ser extremamente descrita na literatura, continua a ser um desafio, visto que o sucesso do tratamento depende da recuperação imunológica da contagem de células CD4+ no sangue periférico. Os níveis séricos de células CD4+ têm implicações prognósticas na evolução da infecção pelo HIV e são informativos do déficit imunológico.

Objetivo: Quantificar e associar os níveis séricos de CD4+ com a presença de oocistos de Criptosporidium em pacientes com Aids.

Metodologia: Estudo feito pela FMB‐Unesp (2012 a 2017). Fizemos esfregaços em 141 amostras de indivíduos com diarreia. Amostras de fezes em lâmina foram coradas com a técnica de Ziehl‐Neelsen modificada e visualizadas em microscópio para observar a presença de oocistos de Criptosporidium. Avaliamos os valores de contagem de células CD4 por citometria de fluxo. Análise estatística: os dados foram organizados e analisados com programa GraphPadInstat v.3.02. Empregou‐se distribuição de frequência e o teste de Fisher foi usado no nível de significância de 0,05, obteve‐se resultado significativo com p<0,0001.

Resultado: Características gerais dos indivíduos: sexo masculino: 84 (60,2%). Faixa etária: 64 (65,3%) entre 21‐50 anos; 111 (78,7%) foram positivos para Cryptosporidium, desses 98 (88,2%) com sorologia positiva para HIV; 18,36% dos indivíduos apresentaram índice de desnutrição grave menor do que 18. Os níveis foram CD4 ≤ 50mm3 (15,3%), CD4 51‐200mm3 (29,6%) e CD4>201mm3 (55,1%).

Discussão/conclusão: A criptosporidiose permanece relevante. Indivíduos que persistem com CD4 ≤ 50mm tendem a manter episódios de recidiva e mesmo níveis > 200 mm3 requerem atenção. A criptosporidiose é causadora de diarreia crônica em imunossuprimidos. Recuperar o sistema imunológico através da elevação das células CD4 continua a ser a melhor forma de combatê‐la.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools
Cookies policy
To improve our services and products, we use cookies (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here.