Journal Information
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
EP‐392
Open Access
ABSCESSO HEPÁTICO POR MORGANELLA MORGANII EM PACIENTE VIVENDO COM HIV
Visits
...
Nathalya Brito Miranda, Tobias Garcez de Jesus Junior, Ricardo Helbert Bammann, Aline Ibanes Santos
Instituto de Infectologia Emílio Ribas, São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: Apesar de ser etiologia incomum dos abscessos hepáticos piogênicos (AHP), mesmo na população HIV positiva, infecções por Morganella morganii têm sido relatadas cada vez mais ao redor do mundo, evidenciando seu impacto significativo como patógeno oportunista.

Objetivo: Descrever apresentação clínica atípica de infecção causada pela bactéria Morganella morganii em paciente vivendo com HIV (PVHIV)

Metodologia: Paciente masculino, 63 anos, PVHIV, transferido a um serviço terciário por quadro de dor abdominal intensa associada a hiporexia e episódios intermitentes de diarreia, evoluindo com dispnéia progressiva e vômitos. Iniciado tratamento empirico com ceftriaxona e metronidazol. Durante investigação, tomografia evidenciou massa heterogênea compatível com AHP no lobo direito. Foi submetido a drenagem percutânea guiada por ultrassonografia, com cultura do abscesso evidenciando Morganella morganii multi‐sensivel e hemocultura negativa. Ajustado tratamento após a cultura, sendo suspenso esquema anterior e iniciado ciprofloxacino. Evoluiu clínica e laboratorialmente bem, recebeu alta com posterior seguimento ambulatorial.

Discussão/Conclusão: Abscesso hepático (AH) é o tipo mais comum de abscesso visceral com incidência anual média de 2,3 casos a cada 100.000 habitantes. As causas podem ser infecciosas, secundária a neoplasias ou iatrogênicas. Dentre as infecciosas, a causa mais comum envolve doenças da via biliar, seguida de disseminação hematogênica. Esta última ocorre devido a infecções sistêmicas ou intra‐abdominais, como a doença diverticular, apendicite e diverticulite. Morganella morganii é um bacilo gram‐negativo e anaeróbio facultativo comumente encontrado no trato gastrointestinal de seres humanos, animais e meio ambiente, com ampla gama de apresentações clínicas. Poucos relatos na literatura trazem esse agente como causa de AH, ressaltando‐se a importância de considerar o espectro de apresentação deste patógeno.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools