Journal Information
Vol. 26. Issue S1.
(January 2022)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 26. Issue S1.
(January 2022)
PI 158
Full text access
SIMPLIFICAÇÃO COM TERAPIA DUPLA LAMIVUDINA/DOLUTEGRAVIR EM PACIENTES HIV COM SUPRESSÃO VIROLÓGICA NA VIDA REAL - ESTUDO LAMDO
Visits
1540
Melissa Soares Medeirosa, Melina Maria Loiola Melo Vasconcelosb, Lara Farias Lustosa da Costab, Ana Luiza Maria Viana de Araújob, Amanda Pinheiro de Moraesc, Erico Antonio Gomes de Arrudaa
a Hospital São José de Doenças Infecciosas, Fortaleza, CE, Brasil
b Unichristus, Fortaleza, CE, Brasil
c Universidade de Fortaleza (UNIFOR), Fortaleza, CE, Brasil
This item has received
Article information
Special issue
This article is part of special issue:
Vol. 26. Issue S1
More info
Introdução

A terapia dupla com Lamivudina e Dolutegravir (3TC/DTG) foi incorporada as recomendações de terapia antirretroviral no Brasil como alternativa a toxicidade com terapia tripla. O objetivo do presente estudo é avaliar a eficácia e segurança em uma coorte de pacientes em simplificação terapêutica com 3TC/DTG, na vida real.

Métodos

Estudo retrospectivo da utilização na prática clínica de esquema simplificado com 3TC/DTG em hospital de referência em doenças infecciosas no Nordeste/Brasil. Avaliação de benefício imunovirológico e toxicidade metabólica.

Resultados

Total de 76 pacientes com simplificação terapêutica desde outubro/2018 a agosto/2020. TARV utilizada previamente: ITRN/3TC/DTG (N = 35) ou Raltegravir (N = 1), 2ITRN/ITRNN (EFZ N = 17 e NVP N = 6) e 2ITRN + IPr (DRVr N = 6 e ATVr N = 3). Media de tempo antes do switch de 53,7meses (var 2-214). Idade media 56,9 anos. CD4 médio pre switch de 615,1 cels/mm3 (N = 47) e CD4 medio pos switch 622 cels/mm3 (N = 36), sem evidência de benefício imunológico. Dois pacientes com CV detectada pré switch (371.470 copias e 74 copias). No pós switch sete pacientes apresentaram CV detectada (valores de CV = 104 / 221 / 101 / 104 / 48 / 834 / 362 cópias) com taxa de supressão mantida = 86,3% e considerando CV < 400 copias a taxa sobe para 98%. Os dois pacientes com maior CV detectada são portadores de DRC não dialiticos. Um dos pacientes com CV = 834 copias, simplificou apos 15 meses com TDF/3TC/DTG e antes TDF/3TC e EFZ por 46 meses, tinha Cr =1,3, beta2 microglobulina serica = 2,48 e MDRD = 58,9, sendo pre simplificação Cr = 1,2, beta2microglobulina = 2,55 e MDRD = 64,6, tendo a Creatinina no baseline = 1 com MDRD = 83,6). O outro paciente tinha CV=362 copias, usou 26 meses DRVr/DTG, internou em HD e se manteve com DRC nao dialitica pos alta em ambulatório. Na análise metabólica não houve benefício na redução de creatinina (N = 13 e media + 0,13 de Cr, apenas 1 baixou Cr e 61,5% nao modificaram), nem do perfil lipídico (Colesterol Total, N = 12 e media -6,75, com aumentou em 4 pacientes = 33%; Triglicerides, N = 12, media - 0,25 e aumento em 7 pacientes = 58%).

Conclusão

A simplificação com 3TC/DTG parece ser uma estratégia segura como opção terapêutica na impossibilidade de outros ITRNs associados.

Full text is only aviable in PDF
The Brazilian Journal of Infectious Diseases
Article options
Tools