Journal Information
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 25. Issue S1.
12° Congresso Paulista de Infectologia
(January 2021)
EP‐083
Open Access
EXPERIÊNCIA DE SERVIÇO ESPECIALIZADO EM CIRURGIA ORTOPÉDICA NA MANUTENÇÃO DAS CIRURGIAS ELETIVAS ESSENCIAIS DURANTE A PANDEMIA DA COVID‐19
Visits
...
Priscila Rosalba Oliveira, Vladimir Cordeiro Carvalho, Telma Patricia Guergui, Cristiane Romero Pimentel, Leoncio Batista Neto, Daniella Lins Neves, Alessandra Fatima Sousa, Adriana Araujo Sicoli, Alice Rosa, Ana Lucia Munhoz Lima
Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A pandemia de COVID‐19 causou importantes impactos na assistência a saúde. As medidas necessárias para o seu controle e realocação dos recursos hospitalares incluíram o cancelamento de parte considerável dos procedimentos cirúrgicos. A manutenção dos procedimentos urgentes e eletivos essenciais, no entanto, foi necessária de forma a evitar prejuízo ao quadro clínico dos pacientes.

Objetivo: Descrever a experiência de um hospital ortopédico de referência na manutenção desses procedimentos durante o pico da pandemia do COVID‐19 em São Paulo e avaliar o impacto das medidas de triagem e controle de transmissão intra‐hospitalar (IH) do SARS‐CoV‐2.

Metodologia: Estudo retrospectivo descritivo dos procedimentos cirúrgicos realizados de 01/04 a 31/07/2020. A classificação dos procedimentos seguiu a “Classificação das Cirurgias durante COVID‐19” proposta pelo Colégio Brasileiro de Cirurgiões. Os pacientes foram avaliados imediatamente antes da admissão hospitalar para pesquisa de sinais e sintomas compatíveis com a infecção pelo SARS‐CoV‐2 neles ou em contactantes domiciliares nos últimos 14 dias. A definição de COVID‐19 seguiu os critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Para vigilância da transmissão IH, foi realizada busca ativa através de visitas diárias durante a internação e de busca fonada específica para detecção de casos de COVID‐19 14 dias após a alta. Os critérios de definição de infecção IH pelo SARS‐CoV‐2 seguiram a Nota Técnica (NT) 07/2020da ANVISA. As medidas de controle da sua transmissão seguiram as indicações das NT 04/2020 e 07/2020da ANVISA.

Resultados: Durante esse período, foram realizados treinamentos contínuos para a equipe assistencial sobre as medidas controle de transmissão do SARS‐CoV‐2, totalizando 2500 colaboradores treinados. Foram realizados 1293 procedimentos cirúrgicos, 1192 classificados como eletivos essenciais e 101 como urgentes, sendo as cirurgias de coluna foram as mais frequentes (46%). Houve cancelamento de 25 procedimentos devido presença de sinais ou sintomas compatíveis com COVID‐19 no pré‐operatório. Apenas um caso de COVID‐19 foi detectado no pós‐operatório, com início dos sintomas 24 horas após a internação. Nenhum caso de transmissão IH foi detectado.

Discussão/Conclusão: A aplicação das medidas de prevenção da transmissão IH do SARS‐CoV‐2 foi eficaz e permitiu a realização segura dos procedimentos cirúrgicos urgentes e eletivos essenciais durante os meses de pico da pandemia do COVID‐19.

The Brazilian Journal of Infectious Diseases

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools