Journal Information
Vol. 26. Issue S1.
(January 2022)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 26. Issue S1.
(January 2022)
ÁREA: TUBERCULOSE E OUTRAS INFECÇÕES MICOBACTERIANASAO 32
Full text access
CONCORDÂNCIA ENTRE OS TESTES INTERFERON-GAMMA RELEASE ASSAY (IGRA) E TESTE CUTÂNEO TUBERCULÍNICO (PPD) ENTRE PESSOAS QUE VIVEM COM HIV NO BRASIL
Visits
1533
Angela Carvalho Freitasa, Camila de Melo Piconea, Ana Paula Pereira da Silva Alvesa, Patricia da Silva Spindola Parmejania, Midiã Ferreirab, Felipe Dias da Silvac, Licia B. Pontesd, Andre Jhonathan Dantase, Ísis Martins Rochaf, Sandra Maria Do Valle Leone de Oliveirag, Thalitta Mendes Cavalcanteh, Carolina de Deus Limah, Anamaria Mello Miranda Paniagog, Maria Aparecida Cavichioli de Santanai, Manoella do Monte Alvesj, Nestor Caetano dos Santosk, Hareton Teixeira Vechil, Glória Regina de Góis Monteirom, Vivian Iida Avelino-Silvab
a Serviço de Extensão ao Atendimento de Pacientes HIV/Aids, Divisão de Moléstias Infecciosas e Parasitárias, Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo (HCFMUSP), São Paulo, SP, Brasil
b Departamento de Moléstias Infecciosas e Parasitárias, Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo (HCFMUSP), São Paulo, SP, Brasil
c Instituto de Medicina Tropical, Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo (FMUSP), São Paulo, SP, Brasil
d Ambulatório de Infectologia do Serviço de Infectologia, Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, CE, Brasil
e Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, CE, Brasil
f Faculdade de Medicina (FAMED), Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza, CE, Brasil
g Unidade de Doenças Infecciosas (UDIP), Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (HUMAP), Faculdade de Medicina (FAMED), Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande, MS, Brasil
h Faculdade de Medicina (FAMED), Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande, MS, Brasil
i Programa de Pós-Graduação em Doenças Infecciosas e Parasitárias (PPGDIP), Faculdade de Medicina (FAMED), Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande, MS, Brasil
j Hospital Giselda Trigueiro (HGT) , Departamento de Infectologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, RN, Brasil
k Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, RN, Brasil
l Departamento de Medicina, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, RN, Brasil
m Instituto de Medicina Tropical, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, RN, Brasil
Ver más
This item has received
Article information
Special issue
This article is part of special issue:
Vol. 26. Issue S1
More info
Introdução/Objetivo

Entre pessoas que vivem com HIV/Aids (PVHA), a realização anual de teste tuberculínico cutâneo (PPD) ou interferon-γ release assay (IGRA) é recomendada pelo Ministério da Saúde do Brasil para investigação da tuberculose (TB) latente para pacientes com contagem de linfócitos T CD4+ >350 cel/mm3 que não tenham tratamento prévio, indicação atual de tratamento de TB ou TB latente. Ainda há incertezas sobre a eficácia e concordância dos dois testes no diagnóstico da TB latente em PVHA no cenário epidemiológico brasileiro. A concordância entre os testes pode variar de acordo com diversos fatores, incluindo histórico clínico, tratamento do HIV e exposição prévia à BCG. O objetivo deste estudo foi avaliar a concordância entre os testes PPD e IGRA entre PVHA.

Métodos

Após consentimento, PVHA maiores de 18 anos em seguimento em São Paulo, Fortaleza, Natal e Campo Grande, sem histórico de TB ou PPD positivo prévios, foram submetidos aos exames IGRA (Quantiferon Gold-Plus - Qiagen) e PPD, preferencialmente no mesmo dia. A concordância entre os testes foi avaliada pela concordância global e estatística kappa.

Resultados

523 voluntários foram incluídos para a análise de concordância. A maioria era parda (46%), do sexo masculino (64%), com mediana de idade de 48 anos (IIQ 36-58). A mediana de tempo desde o diagnóstico do HIV foi de 10 anos (IIQ 3-20); a mediana dos linfócitos T CD4+ foi de 573 cel/mm3 (IQR 411-792); e 88% possuíam carga viral indetectável. A concordância global entre os testes foi de 89%; 23 (4,4%) apresentaram PPD+/IGRA- e 41 (7,8%) apresentaram IGRA+/PPD-, com estatística kappa de 0,38 (concordância razoável), sem alteração significativa na performance do teste kappa ao estratificar a análise por categorias de valor de linfócitos T CD4+.

Conclusão

Nessa coorte de PVHA com alta cobertura de vacinação por BCG na primeira infância, PPD e IGRA apresentaram concordância razoável, com a maioria dos testes discordantes resultando de IGRA positivo e PPD negativo. Estudos prospectivos avaliando risco de desenvolvimento de tuberculose ativa na população com resultados divergentes são necessários para esclarecer qual a melhor estratégia diagnóstica nessa população.

Financiamento

CNPQ 404075/2018-5.

Full text is only aviable in PDF
The Brazilian Journal of Infectious Diseases
Article options
Tools